Caravana de Cadastramento de Artesãs e Artesãos Indígenas vai emitir Carteiras Nacionais de Artesãs/os no Extremo Sul da Bahia

As ações do Artesanato da Bahia durante o “Abril do Artesanato Indígena” seguem em expansão para reconhecer e incentivar artesãs e artesãos indígenas do estado. Em uma proposta inclusiva para emitir Carteiras Nacionais de Artesãs/os (CNA) de produtores indígenas da Bahia, a Coordenação de Fomento ao Artesanato (CFA-SETRE), vinculada à Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE-BA) vai realizar, entre os meses de abril e maio,  o projeto “Caravana de Cadastramento de Artesãs e Artesãos Indígenas”. A primeira etapa de cadastramentos começará na região de Prado, no Extremo Sul da Bahia, entre os dias 18 a 21 de abril.

Devido às dificuldades de acesso a internet encontradas pelas comunidades indígenas do Extremo Sul da Bahia, o atendimento de algumas localidades e comunidades será realizado através de visitas da equipe da Coordenação de Fomento ao Artesanato (CFA-SETRE) às aldeias. No município de Prado, a Caravana de Cadastramento tem o objetivo de atender cerca de 14 comunidades indígenas.

“A Coordenação de Fomento ao Artesanato atenta às necessidades específicas das comunidades artesanais indígenas resolveu preparar e realizar uma ação especial de atendimento às artesãs e aos artesãos indígenas. A Caravana de Cadastramento de Artesãs (aos) Indígenas visa identificar, reconhecer e visibilizar a riqueza e pluralidade da produção artesanal indígena e acontece exatamente em Prado,  local da nossa próxima Feira Regional Artesanato da Bahia”, afirma Ângela Guimarães, coordenadora de Fomento ao Artesanato (CFA-SETRE).

Durante a programação do “Abril do Artesanato Indígena”, em paralelo a realização da Caravana de Cadastramento de Artesãs e Artesãos Indígenas, acontecerão também no município de Prado, o Encontro Regional de Artesãs e Artesãos, no dia 22 de abril, às 10h e a Feira Artesanato da Bahia, nos dias 22 e 23 de abril, das 17h às 23h.

preloader