Estande do Artesanato da Bahia reúne artesãs novatas e veteranas na 21ª Fenearte

Nos últimos dias 10 a 19 de dezembro, a tradição do artesanato baiano marcou presença na 21ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato – Fenearte, em Olinda. O evento, imenso em estrutura e diversidade cultural, reuniu compradores, lojistas, artesãs e artesãos de todo o Brasil. 

“Aos nossos artesãos e artesãs foi uma grandiosa experiência em mergulhar fundo na multiplicidade e beleza do artesanato nacional e, à nossa equipe técnica, uma oportunidade contínua de qualificação profissional, de articulação e intercâmbio”, comentou Ângela Guimarães, coordenadora de Fomento ao Artesanato (CFA-SETRE) sobre a experiência de levar a delegação baiana à feira. Ângela ainda comentou a inspiração que o evento agregou à equipe, “a Fenearte nos desafia a olhares multidimensionais e nos faz pensar maior e mais alto sempre. Uma feira deste porte e importância nos instiga a fazer mais e melhor pelo setor”, acrescentou.

Com toda a pluralidade baiana representativa disponível na Fenearte, a equipe de dez artesãs e artesãos obteve um total de mais de R$ 70 mil em vendas e encomendas. Para além da expectativa de comercialização, a 21ª edição do evento destacou a diversidade de experiências de artesãs participantes. 

Beija-flor Pataxó, artesã indígena da aldeia Coroa Vermelha (Santa Cruz Cabrália), acumula vivências positivas com o suporte da SETRE para participação de grandes feiras. “Muito orgulho estar participando desta feira, muita honra; já participei várias vezes. Estou aqui representando a minha comunidade e fazendo os nossos artesanatos para levar uma renda para a nossa aldeia”, comentou sobre a experiência. 

Já a artesã Laís dos Santos, tecelã representante da rede Mauanda, loja de artesanatos do Terreiro São Jorge Filho da Goméia (Lauro de Freitas), inaugurou suas participações em feiras nacionais nesta edição da Fenearte. Segundo Laís, a feira é um passo significativo para expandir o alcance do artesanato de terreiro: “Estar aqui na maior feira de artesanato da América Latina é uma experiência que desperta para várias possibilidades que a gente pode acessar, mostrando o nosso saber fazer e exaltando a nossa tradição ancestral”, comentou. 

Movida por sua fé nos Orixás, Laís fez questão de comentar o papel da fé no processo de criação de seus produtos. “Tudo preparado com muita positividade e munido de energia. A ancestralidade e espiritualidade nos inspiram. Estar aqui confirma que estamos no caminho certo, que existem várias possibilidades a serem exploradas. Estamos dispostos a conquistar o mundo com todo esse saber fazer ancestral”,  acrescentou a artesã.

Sobre a Feira Nacional de Negócios do Artesanato – Fenearte

A Fenearte é uma realização do Governo do Estado de Pernambuco, da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper)/Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC). Acontece em Olinda e é considerada uma das mais importantes feiras de artesanato da América Latina, devido ao número de visitantes e ao grande volume de vendas. 

Em 2021, o evento recebeu 180 mil visitantes em 10 dias de feira, reunindo arte, decoração, gastronomia, cultura popular, moda e música, com a participação de todos os estados brasileiros e de 21 países. A 21º edição da Fenearte homenageou o Movimento Armorial, com o tema “É Festa no Reino da Arte”.

preloader