Rodada de Negócios reunirá lojistas e produtores do artesanato baiano

A 1ª Rodada de Negócios Artesanato da Bahia vai reunir lojistas e compradores do país, artesãos, arquitetos, decoradores, imprensa e profissionais do setor, de 24 a 26 de novembro, com atividades on-line e presenciais, das 10h às 18h, no Centro de Comercialização do Artesanato da Bahia, no Largo do Porto da Barra, 02, em Salvador. A abertura do evento, transmitida através do Facebook e Youtube do Artesanato da Bahia, reunirá representantes do setor em uma live, no dia 24/11, às 10 horas.

A rodada foi criada para ampliar as oportunidades de comercialização do artesanato no estado e apresentar a sua capacidade produtiva para atender ao mercado nacional, gerando novos negócios. Em reuniões on-line ou presenciais pré-agendadas, cerca de 200 artesãos e grupos de várias regiões do estado oferecem seus produtos a lojistas, de acordo com os interesses de compras de cada um. Os compradores terão oportunidade de conhecer e se informar sobre os processos produtivos, as técnicas e materiais utilizados pelos criadores.

A Rodada de Negócios faz parte das Ações de Qualificação, Promoção e Comercialização do Artesanato da Bahia, realizadas pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre Bahia, através da Coordenação de Fomento ao Artesanato, e pela Associação Fábrica Cultural.

“A Rodada de Negócios é mais uma ferramenta para resolver um dos principais gargalos do segmento artesanal, que é o escoamento da sua produção, além de fazer uma ponte direta entre um público comprador e os artesãos”, comenta Davidson Magalhães, secretário da Setre.

No evento, a participação presencial de lojistas e compradores será através de visita agendada no Centro de Comercialização, onde todos deverão respeitar as normas de segurança sanitária e distanciamento social. Além da exposição de produtos, o espaço físico contará com a participação de dez artesãos, que representarão grupos e territórios do estado. Ferramenta digitais também proporcionarão a participação de artesãs e artesãos e compradores espalhados por diversas cidades. Os encontros virtuais são pré-agendados entre compradores e ofertantes, para que possam estabelecer acordos necessários a uma melhor negociação.

“Qual a expressão da Bahia neste momento para o mercado de artesanato brasileiro? A pergunta inspira a Rodada de Negócios, que foi pensada como uma importante expressão de fomento e visibilidade para mostrar o que o Estado tem desenvolvido, apresentando os diferenciais, as novas técnicas e os nossos artesãos. É reposicionar o nosso artesanato, alcançando as principais vitrines do país e novos mercados. Não falamos apenas da compra específica, do comprador que vem até a Bahia, mas de vivenciar o turismo e a arte. A rodada vai reposicionar o segmento numa ação comercial e fazer com que a gente desenhe uma nova rota comercial”, afirma Teresa Carvalho, diretora de projetos da Fábrica Cultural.

VENDAS

Os curadores do evento buscaram artesãos e grupos com capacidade de entrega de produto com boa qualidade no acabamento e maturidade conceitual. Os produtos estarão organizados em um catálogo com fotos e fichas técnicas, que facilitará as vendas presenciais e online. O material será encaminhado exclusivamente para compradores cadastrados na Rodada de Negócios. Os pedidos serão supervisionados pela equipe de suporte do Artesanato da Bahia, garantindo que os artesãos realizem acordos eficazes e seguros do ponto de vista da produção e entrega.

Na Rodada de Negócios, as vendas de pronta-entrega correspondem a 30% da produção ofertada. No sentido de preparar uma oferta variada e atrativa, os consultores do Artesanato da Bahia vêm trabalhando na demanda sinalizada por lojistas sobre especificações de produtos e tipologias.

O encontro presencial será no Centro de Comercialização, que reúne mais de 7 mil produtos de Artesanato de todos os polos territoriais do Estado da Bahia. Além de loja, ela funciona como ponto central de comercialização de artesanato, facilitando o acesso de lojistas e compradores a todos os artesãos cadastrados, como ceramistas e comunidades tradicionais, a exemplo de indígenas. Os lojistas interessados podem agendar os atendimentos (presenciais ou on-line) através do 71 99906-6746.

preloader